AeroPlanos

Aero

Aero

S.O.S. JavaScript

Introdução

JavaScript is Netscape's cross-platform, object-oriented scripting language.

JavaScript está embebida nos "Web Browsers" e outros programas. Por essa razão, para que um programa escrito em JavaScript seja executado, não necessita de qualquer outro programa suplementar.
Como não necessita de ser compilado previamente, JavaScript pode ser inserido directamente em páginas da internet utilizando-se apenas um editor de texto simples.

JavaScript é a forma de dotar HTML de uma linguagem de programação.

JavaScript foi inventada por Netscape, e os browsers da Netscape foram os primeiros a utilizar JavaScript.

Exemplos

— "RollOver.html"
"Roll Over" é o nome dado ao efeito de uma imagem mudar para outra quando o rato passa sobre essa imagem.
Este efeito pode ser utilizado para criar um link de uma imagem a outra página. Para que esse link seja assinalado com ênfase, a nova imagem chama a atenção para o link em causa.

— "Calendário.html"
A utilidade de JavaScript, depende da nossa capacidade imaginativa.
Utilizando o exemplo anterior pode-se criar um calendário!

— "SlideShow.html"
Um "Slide Show" é uma apresentação sequencial de imagens. Cada imagem pode ser um link a outra imagem ou a outra página...

— "Calculadora.html"
As cores podem ser definidas pelo nome da cor e por um número decimal ou hexadecimal.
Para calcular a correspondência entre os valores decimais e hexadecimais pode-se utilizar uma calculadora como a fornecida pelo sistema operativo Windows, ou... JavaScript.

— "PlanesX.html"
Este exemplo permite comparar aviões de acordo com as suas performances, distância de aterragem, descolagem, velocidade de perda, peso, etc.
A página contém uma base de dados (documento XML). Os dados são ordenados por intermédio de um documento XSL. Com um simples click, utilizando CSS e JavaScript, os dados podem ser reordenados segundo diversos critérios de selecção!

Apontamentos

1ª Experiência

<script type="text/javascript">
var frase1 = "1ª Experiência."
document.write (frase1 + " Olá!")
</script>

— Declarou-se frase1 como sendo uma variável, com uma sequência de caracteres: "string variable".
Por intermédio da função write(), o texto pode ser inserido no documento inserindo a variável, ou inserindo directamente uma sequência de caracteres.


<script type="text/javascript">
script_n = "º Script:"
n = 1
function show_n()
{
  n++; return n;
}
document.write (show_n() + script_n + "<br>")
document.write ("&#8212; Introduzi um \"&lt;br&gt;\".")
</script>

— Para inserir alguns caracteres com significado especial em javascript é necessário utilizar o caracter \:
\" = double quotation
\\ = backslash character
\n = new line
\b = backspace
\f = form feed
\r = carriage return
\t = tab

— Criou-se a função show_n().
Sempre que esta função for executada o valor definido para a variável n é incrementado de uma unidade n++.

— Declarando-se uma variável fora de uma função, todas as funções têm acesso a essa variável. A essa variável chamou-se "global variable", porque está sempre disponível em todo o documento.
Se uma variável for declarada dentro de uma função, só essa função tem acesso à variável. A variável deixa de existir depois da função ser executada. Estas variáveis são chamadas: "local variables".


<script type="text/javascript">
document.write (show_n(), script_n, "<br>")
document.write ("1>2 = ", (1>2), "<br>", "1<2 = ", (1<2))
</script>

— Nestes três exemplos utilizou-se a função write().
Esta função, definida em JavaScript, está associada a um objecto.
Neste caso o objecto é o próprio documento HTML onde o script está inserido, isto é, esta página:
document.write(expression1, expression2,... ,expressionN)